Construções Conversas do Português do Brasil

Descrição e Classificação Iniciais

  • Nathália Perussi Calcia Universidade Federal de São Carlos
  • Oto Araujo Vale UFSCar
Palavras-chave: Conversão, Construção conversa, Verbo-Suporte, Português Brasileiro, Léxico-Gramática

Resumo

Os estudos que descrevem as construções com os verbos-suporte (Vsup) dar, ter e fazer apontam que grande parte dos substantivos predicativos (Npred) construídos com esses verbos aceitam a transformação denominada Conversão. A conversão é uma operação formal que estabelece uma relação não-orientada de equivalência sintática e semântica (parafrástica) entre duas frases elementares, tal como dar um beijo/receber um beijo. Nessa relação o nome predicativo é mantido e a posição dos argumentos é alterada, sem alterar os papeis semânticos. Nessas construções, a sentença de orientação ativa e o Vsup ativo são considerados standard; enquanto a sentença equivalente, de orientação passiva, é considerada conversa. Este trabalho apresenta os primeiros passos de uma descrição dessas construções no português brasileiro. O estudo baseia-se na metodologia de descrição do Léxico-Gramática, a partir de matrizes binárias nas quais as colunas representam as propriedades sintático-semânticas de cada construção. Os resultados do estudo de construções com verbo-suporte podem contribuir para análise de textos, identificando as informações e a forma da estrutura, e consequentemente, enriquecendo a descrição do Português Brasileiro. Além disso, a representação dos resultados em matrizes binárias prevê uma descrição formal, que poderá ser utilizada em aplicações no Processamento de Língua Natural.

Publicado
2019-01-24
Como Citar
Calcia, N., & Araujo Vale, O. (2019). Construções Conversas do Português do Brasil. Linguamática, 10(2), 13-20. https://doi.org/10.21814/lm.10.2.290
Edição
Secção
POP - Por Outras Palavras