Blue Man Group no ASSIN: Usando Representações Distribuídas para Similaridade Semântica e Inferência Textual

Luciano Barbosa, Paulo Cavalin, Victor Guimarães, Matthias Kormaksson

Resumo


Neste artigo apresentamos a metodologia e os resultados obtidos pela equipe Blue Man Group, na competição de Avaliação de Similaridade Semântica e Inferência Textual do PROPOR 2016.

A estratégia da equipe consistiu em avaliar métodos baseados no uso de vetores semânticos de palavras, com duas frentes básicas: 1) uso de vetores de características de pequena dimensão, e 2) estratégias de deep learning para vectores de características de grandes dimensões. Os resultados nas bases de avaliação demonstraram que a primeira frente seria mais promissora, e os resultados submetidos para a competição da segunda frente foram descartados.

Com isso, considerando o melhor resultado de cada uma das seis equipes, conseguimos atingir os melhores resultados de acurácia e medida F1 na tarefa de inferência textual, na base de português brasileiro, e o melhor resultado geral de F1 considerando também a base de português de Portugal. Na tarefa de similaridade semântica, a equipe atingiu o segundo lugar na base de português brasileiro, e terceiro lugar considerando ambas as bases.


Texto Completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Indexed by Scopus Indexed by Linguistics & Language Behavior Abstracts DBLP Indexed by Directory of Open Access Journals Indexed by REDIB Indexed by Google Scholar